08 maio 2010

o eduquês e o 'novo' Estatuto do Aluno

Confesso, não li o documento final. Ao que me dizem, tem 70 (setenta!!!) páginas. Ao que sei, não altera significativamente o estado (calamitoso) das coisas ..
Desde já, portanto, agradeço esclarecimentos por parte de quem tenha tido a pachorra de fazer uma leitura atenta do documento, decerto aliciante .. é que  milhentas questões se me põem, uma (com alíneas) mais premente que as outras: 
Com o novo estatuto..
  • um aluno vai continuar a poder frequentar a escola depois de estar reprovado por excesso de faltas (nomeada e previsivelmente disciplinares)?
  • esse aluno vai continuar a poder entrar por uma aula adentro - no início, a meio ou perto do fim, depois de ter andado 'desaparecido' durante semanas?
  • vai poder continuar a 'visitar' esporadicamente a escola com o único intuito de desestabilizar, insultar ou ameaçar a professora /o professor que tiver o azar de estar no local certo, na hora errada?
.
Bom, é que se a resposta a qualquer das perguntas for afirmativa, então, definitivamente, meus amigos, peguem nas tais 70 páginas e.. façam com elas o que quiserem - lê-las, é que não valerá mesmo a pena!

Querer à força manter os alunos na escola com o argumento de que se 'retiram da rua', de que se lhes adia o estatuto de marginais ou a condição de delinquentes, é pura falácia. Fossem os pais confrontados com a circunstância de terem os seus rebeldezinhos em casa, de aturar-lhes eles as más educações, e talvez se empenhassem mais na sua formação..

Fiz há dias mais uma substituição numa turma do 7.º ano. Não havia meio de se calarem, de estarem quietos. Aproveitando um momento de acalmia, perguntei-lhes: "Como é que os vossos professores conseguem dar-vos aulas?" - "Não conseguem!" foi a resposta: pronta, unânime; e um orgulho que se sentia, por competirem entre os piores...
  • Na Suíça, um aluno que reprove dois anos é retirado do sistema oficial. Na prática , ao que me dizem, quase não acontece, que para os pais (que não a escola..) seria uma vergonha.. (ver)
  • Em Cabo Verde, um aluno mal comportado vai recambiado para casa e só volta quando - e se - o seu Encarregado de Educação for à escola garantir que o problema está resolvido.
  • Nos EUA, nalguns estados, os pais de alunos indisciplinados são obrigados a sentar-se com eles na sala de aula, até que dêem garantias de não repetir comportamentos perturbadores..
  • Noutros estados, são pura e simplesmente excluídos do sistema, e que encontrem depois alguma instituição particular disposta a recebê-los. (ver)
  • Em muitos outros países, nomeadamente os da UE (Finlândia incluída.. ), o problema da indisciplina, do desinteresse pelo estudo, nem sequer se põe. Pois é, questão de mentalidades e intervenção rigorosa das famílias, que zelam para que a escola seja levada muito, mas mesmo muito, a sério.
.
E é com estes outros alunos que os nossos vão competir : no acesso às faculdades, e sobretudo ao mundo do trabalho. A filosofia do eduquês (com toda a sua carga de facilitismo e desresponsabilização) mais não faz do que cortar-lhes as pernas, excluí-los da competição.

Um aluno retido por excesso de faltas (e 99,9% serão disciplinares!), que vai uns tempos para casa e depois regressa quando lhe apetece para, de novo, ser alvo de suspensão, é já um marginal, ainda que com intermitências. E não cabe à escola, aos professores, lidar com uma situação que os ultrapassa e os avilta, para a qual não têm resposta. As leis, estatutos e determinações do ME não resolvem problema nenhum, apenas o mascaram. É a sociedade e os seus organismos que têm de encontrar alternativas. E são sobretudo os pais que têm de mudar comportamentos, assumir a inerente função de educadores primeiros.
.
*

3 comentários:

Anónimo disse...

Não está relacionado com o estatuto, mas na vida anda tudo ligado... :)
Acabei de ler e assinar a petição online: «Cidadãos pela Laicidade»
http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=CPL2010
Eu pessoalmente concordo com esta petição e acho que também podes concordar.
Subscreve a petição e divulga-a pelos teus contactos.

Wilamis Rogério disse...

Olá AL tudo bem?

Recentemente você estava tendo problemas em adicionar um vídeo no Blogger.
Mediante a este problema fiz uma vídeo aula especialmente para você e para a outra usuária que comentou.
O post que você comentou foi Como adicionar um vídeo no Blogger - Passo a Passo, o novo é
Vídeo Aula - Como postar vídeos no Blogger - NOVO

Espero sinceramente que eu possa te ajudar.

Aguardo seu contato.

Atenciosamente,

Wilamis R. (Pode me chamar de Will :)
Redes e Blogger
http://redeseblogger.com.br

AL disse...

olá Will,
muito obrigada pela gentileza, a preocupação, a ajuda!!
agora não que cheguei a casa cansada, mas vou ver a vídeo aula, sim, depois dou notícias!
bjinho,
ana