07 fevereiro 2009

aos nossos alunos

Pelo muito que me tocou, publico aqui um comentário que o Tiago Martins, do 12.ºC, deixou ontem no 'post' do Caetano Veloso:

«(...) não será talvez o espaço indicado, mas era só para deixar aqui o meu apoio incondicional a todos os professores que hoje se foram manifestar! Um bem haja para todos vós! Só quem está em contacto com estas pessoas sabe o quanto elas sofrem diariamente, a quantidade de cansaço e arrisco-me a dizer, tristeza, que todos os dias levam com elas - e não desistem! Sem dúvida os professores merecem uma maior dignidade! - que lhes está, aos poucos, a ser retirada! Cumprimentos a todos e um bom fim-de-semana! »

OBRIGADA, Tiago, muito, muito! E obrigada a todos os alunos (desta, de todas as escolas) que nos sabem ‘ler’, que nos apoiam. São vocês que dão sentido ao nosso trabalho! São vocês que, apesar de todas as "cegueiras" (..) , nos 'agarram', ainda, a esta profissão!

E em que outro espaço, Tiago, que não este (.... de comunicação com alunos, professores ...), faria mais sentido a declaração de uma solidariedade tão do fundo da alma, tão generosa, tão totalmente 'incondicional' ? Afinal, a expressão mais inequívoca dos afectos que vamos construindo, alunos e professores.
Porque EDUCAR é, também, (sobretudo?) 'criar laços' - indestrutíveis e para sempre!
OBRIGADA, Tiago, obrigada, AMIGOS!

postado no ESAGBIB - em 9/11/2008 por ana lima,
uma dos 120.000 que ontem se manifestaram em Lisboa contra as políticas do ME e esta fantochada q dá pelo nome de Avaliação de Desempenho Docente

20 comentários:

Anónimo disse...

Obrigada Tiago. São estas pequenas coisas que nos fazem mover e pensar que afinal o nosso sacrifício e a nossa dedicação valem a pena.

Domingo, 09 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Obrigada, Tiago e obrigada a todos os nossos alunos que, melhor do que ninguém, vêem o nosso esforço e dedicação para que, deste mar de destruição que invadiu a escola pública, nasça um novo caminho e uma nova direcção.

Domingo, 09 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Obrigada ao Tiago e aos meus alunos que me fazem ainda ter energia para lutar contra o monstro da burocracia onde nos encontramos.
Pela Escola Pública e Democrática, lutemos!

Beijinhos
Olinda
Domingo, 09 Novembro, 2008

alexandra cristóvão disse...

depois de ter visto as imagens entusiasmantes e até comoventes da manifestação, depois de ter visto a ministra a lançar de novo o seu discurso autista, arrogante e demagógico, ter lido o comentário simples e significativo de um aluno foi um consolo e foi tb esclarecedor - afinal quem está nas escolas sabe e percebe o que se passa. a realidade saiu da escola para a rua e somos 120 mil(!) mas somos mtos +, somos alunos e pais e funcionários, somos todas as escolas que, mesmo cumprindo a lei, sabem que a lei está errada, é indigna e incorrecta, desqualifica, reduz, pisa-nos.

a ministra podia aprender alguma coisinha com o tiago...

Domingo, 09 Novembro, 2008

alexandra cristóvão disse...

acrescento: somos tb todos os professores que não puderam estar ontem em lisboa!

Domingo, 09 Novembro, 2008

Tiago Martins, 12ºC disse...

Agradeço desde já todas as palavras simpáticas e de apreço que me foram dirigidas ao longo deste fim-de-semana. Quando escrevi aquela mensagem "falei-a" (a bem dizer, "escrevi") como uma mensagem de apoio super-merecida. Acho que só alguém tão moralmente currompido como a ministra poderá arrogar-se de ter ela e só ela apenas a razão, não os 120 mil (ou mais!), porque esses não são nada... Engana-se minha senhora! São esses os que mais importam. São esses o que fazem do que mais importante há, neste e em qualquer outro país: educar. E não apenas o "ABC" ou o "B - A BA". São os porfessores que nos ensinam as boas maneiras que, muitas vezes e infelizmente, faltam em casa, por stress ou por trabalho (ou por stress devido ao trabalho, o mais perigoso...). São os professores que desde os nossos 6 anos de idade nos educam a ser o que viremos a ser: os homens e as mulheres de amanhã! Por isso tudo, agradeço a todos os que me agradeceram; mas sou eu quem vos agradece: por me estarem a tornar naquilo que sou: um homem de amanhã. Obrigado, professores! Mil vezes obrigado!

Domingo, 09 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Bolas Tiago. És perito na "nobre" arte da bajulice.

Estão a generalizar. Peço desculpa, mas o que vi nos directos foi muitos e bons professores com um sorriso de orelha a orelha a dizer adeus para a câmara como se tivessem feito um 4 no totoloto. As manifestações já não são o que eram, é o que vale. Reconheço mérito a alguns professores, mas ninguém me convence que todos "educam", "nos tornam nos homens e mulheres do amanhã", "boas maneiras(?)" .. é melhor não dizer mais nada.

PS: sou aluno da ESAG e apoio os professores. Contudo não sou cego.

Parabéns pelo blog.
Domingo, 09 Novembro, 2008

Tiago Martins, 12ºC disse...

Posso perfeitamente ser perito, mas é o que sinto e é aquilo que realmente um professor é. Agora se os alunos são receptivos aos ensinamentos dos professores, isso já é outra história. Não preciso de ir muito longe: quer se seja bom, que se seja mau, um professor deixa sempre uma marca. Podemos já não nos lembrarmos do nome, da cara, nem sequer (imagine-se!) do sexo do professor, mas sabemos e diremos "o meu professor uma vez contou-nos..." Todos nós dizemos isso numa altura ou noutra da nossa vida. Chamas a isso "bajulice", ok, tudo bem, eu chamo-lhe bom senso e respeito pela profissão que, não sendo economicamente viável (afinal, gasta-se dinheiro nos ordenados e a escola é gratuita - o estado não vê um chavo - às vezes, atenção, que os 0,10€ das folhas de teste são curiosos :)), é espezinhada, quando que, se formos a ver bem, é a mais importante e a que faz um país andar. Podem nem todos educar pela positiva, podem nem todos nos tornar os homens e as mulheres de amanhã (contudo fazem com que o sejamos hoje!), podem não transmitir às vezes boas maneiras, mas uma coisa é certa: todos, todos, sem excepção, aprendemos alguma coisa. Agora, se esses valores são aprendidos e depois esquecidos, como acontece com alguns alunos, a lição foi dada, não culpem o mestre se o pupilo não estudou...

Domingo, 09 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Tu Tiago, desculpa que te diga, agarras bem o tacho. Ficas bem visto, falas bonito, defendes os oprimidos, és um profeta. Mas isso talvez se compreenda.. talvez tenhas tido a sorte que muitos - incluindo eu - não tiveram. Talvez tenhas tido professores que te fizeram ver o mundo dessa forma. Eu não tive. E é também por isso que digo: não generalizem. Há professores e professores. E não me venhas com falinhas Tiago..porque quando entras na sala e ouves pérolas: "Fizestes" ou "Quaisqueres" .. até te arrepias. Nem tudo é tão encantador como tu pintas. Há excepções. Felizmente.

Domingo, 09 Novembro, 2008

al disse...

Olá 'anónimo'!Acho as polémicas saudáveis, mas pára de 'bater' no Tiago, não? Se queres queixar-te dos professores, está à vontade! (Com identificação seria mais corajoso, enfim..)
E é claro que todos, professores incluídos, sabemos que não somos perfeitos - longe disso! Claro que sabemos, também, que em todos os campos há maus profissionais.
A questão, aqui, é que temos vindo a ser todos, bons, menos bons, e maus, sistematicamente (há 3 anos!!) enxovalhados e menosprezados: pelo ME, pela comunicação social, etc, etc.É toda uma classe que é posta em causa, e penso que é contra a perversão dessa 'maré' que o Tiago se manifesta.
'Bater'em quem já está no chão é fácil. Difícil, e corajoso, é dar a cara (ainda que sujeitando-se aos 'remoques' dos colegas), e defender o 'todo': a classe dos professores, num momento de luta crucial. E com a generosidade imensa de esquecer (ou não sobrevalorizar) as 'partes defeituosas' ...

Um abraço,
Ana Lima
Domingo, 09 Novembro, 2008

al disse...

Ah, e esqueci-me de agradecer os elogios ao esagbib, 'anónimo'!

Vês, afinal 'ainda há quem' ... (mesmo entre os professores :-)) e olha q o faço por puro 'amor à camisola', ninguém me dá horas para isto! ...

abraço,
ana lima
Domingo, 09 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Nunca disse o contrário professora.

Obrigado por ser quem é.


Domingo, 09 Novembro, 2008

al disse...

Uauuu!! Agora estou curiosa ... Não queres mesmo dizer quem és?

E obrigada..

ana lima
Domingo, 09 Novembro, 2008

Tiago Martins, 12ºC disse...

Maus profissionais, por razões diversas, há em todos os sectores. Como seria de esperar, o ensino não é excepção. Mas, caro "anónimo", há uma questão que me inquieta. Quererás tu dizer com esses comentários que os maus profissionais não devem ser defendidos? Ou ainda que os maus docentes deverão ser avaliados com um mau modelo de avaliação? É que a única coisa que eu disse foi que os professores, bons ou maus, devem ser dignificados, dando-se aqui uma generalidade que, aparentemente, tanto detestas. Não, meu amigo, não digo estas coisas porque quero parecr menino bonito, defensor dos professores (embora seja o segundo, o primeiro deixo para outros julgarem...). Não, meu caro "anónimo", digo estas coisas porque, sim, eu também apanhei maus professores, mas talvez tenham sido com esses que aprendi que vale sempre a pena fazer um esforço, mesmo não gostando, foi com esses que aprendi que o respeito não é de nascença - adquire-se, aprendi que por mais que se suba, por muito bom que se seja, haverá sempre alguém por cima, ou para nos amparar ou para nos corrigir. Foi talvez com esses que eu vi alguns lados menos bons da vida. Foi, contudo, com esses que eu consegui ultrapassar certas dificuldades, para conseguir mostrar, mesmo que não tenhas nenhuma confiança em mim, mostro-te que consigo. Foi com esses que eu aprendi. Hoje em dia é desses que eu menos me lembro, é desses os tais que eu já disse que não me lembro do nome. Mas também me ensinaram. E repara, cada vez que ouves essas incorrecções, esforça-te para ser melhor, para conseguir perceber que, espera aí, está aqui um erro. E aprende com esses, mesmo com esses, que se tiram o ensino a um professor, mesmo não estando no programa esse também é igualmente importante: o ensino do ser humano. Porque por muito que o negues, por muito que queiras dizer que não aprendes (talvez tu aprendas que pareces ser inteligente, mas talvez os teus colegas), a culpa é dos professores, sim senhor, mas é com essa culpa que se tem que aprender, é essa a essencia de um professor: ensinar. Eu não tive professores a ensinarem-me a ver o mundo desta forma, eu vejo o mundo desta forma porque acho que é assim que deve ser vista. De uma maneira a defender aqueles que mais precisam neste momento de serem defendidos contra as tiranias daquela amiba milú que nem "m" maíusculo merece. Por isso quando dizes "Tu Tiago, desculpa que te diga, agarras bem o tacho. Ficas bem visto, falas bonito, defendes os oprimidos, és um profeta", não me ofendes, a única coisa que fazes é aumentar de maneira considerável a minha auto-estima, porque vejo que o que escrevo está a ser interpretado assim, estou a defender a classe docente.

E obrigado professora, uma vez mais, pelo apoio! :)

Segunda-feira, 10 Novembro, 2008

Tiago Martins, 12ºC disse...

Epa, este último foi grandinho :D Terás paciência, "anónimo", para o ler? :) (É, talvez, a disputa mais saudavel que tenho desde a minha última, há um ano atrás sobre uma questão de "escolas públicas vs. escolas dirigidas por membros da Opus dei" - curiosamente uma disputa também sobre educação. Começo a achar-me com alguma quedda para isto :D)

Segunda-feira, 10 Novembro, 2008

rosário lopes disse...

Embora já quase tudo tenha sido dito, gostaria de dar os parabéns ao Tiago e agradecer as suas palavras em defesa da causa dos professores e também ao aluno que anonimamente se manifestou e possibilitou uma tão interessante discussão".


Rosário Lopes
Segunda-feira, 10 Novembro, 2008

claudia 10ºc disse...

Bem, eu gostaria de comentar mas...já está tudo dito! Tiago deixa que te diga que escreves muito bem ou pelo menos conheces a arte do bem falar( escrever neste caso).
Com o que escreves mostras-nos logo tudo o que pensas....muito boa expressão escrita( ah, e claro que concordo com o que disseste)
Li sem precisar de paciência alguma os teus comentários e só queria dizer que cada um pensa como pensa e por isso nem todos pensamos igual por isso " anónimo" respeita essa opinião,apesar de não partilhares da mesma comenta-a sem desrespeito por quem a escreve.
E,estou totalmente de acordo em como não é um professor que te ensina a ver o mundo de uma forma mais ou menos correcta...pode é ensinar-te com as suas acções a vê-lo e compreendê-lo e tu interpretas.
Eu própria mudei-me para esta escola este ano e só eu sei como foi difícil porque,apesar de dizerem muito mal dela e do ensino ser facilitado sinto que com aquelas pessoas aprendiam muito mais do que meras matérias...
Vocês professores,não o são só para ensinar matérias como também ensinam-nos a levantar quando caímos, a continuar quando desistimos.Encaro os professores, não como pessoas perfeitas mas como amigos que estão lá sempre para nos ajudar...e digo-vos por vezes são mais verdadeiros connosco do que muitas pessoas próximas de nós...( apenas a minha opinião claro)

P.S. Professora desculpe por ultimamente não comentar...é que isto da escola não perdoa como se costuma dizer " escola fácil, vida difícil;escola difícil, vida fácil"

Segunda-feira, 10 Novembro, 2008

al disse...

Querida Cláudia, não precisas de pedir desculpa, eu sei q o tempo não dá para tudo!

Aqui há uns anos, por esta altura, tínhamos uma semana de férias, sabias? E era óptimo, para profs e alunos: púnhamos o trabalho em dia, descansávamos, era bom .. acabaram com isso, e cada vez o 1º período é mais longo..
Há quem ainda ñ tenha percebido q uma corda continuamente esticada acaba, inevitavelmente, por rebentar! Enfim, desabafos...

Então beijinhos (estou em casa a fazer um teste!!), obrigada pelas tuas palavras, aparece quando puderes!

Ana Lima
Segunda-feira, 10 Novembro, 2008

Anónimo disse...

Sem dúvida que são comentários como o do tiago que nos fazem acreditar que vale a pena lutar por uma educação digna, porque eles ,alunos como o tiago merecem.

Também quero aqui deixar outro comentário a todos os colegas desta escola que se manifestaram no dia 8 de novembro que foi para mim um grande orgulho sentir que os professores desta escola dizem não a esta avaliação e à política educativa deste ministério.
Ana tocaram-me as tuas palavras que nem sempre temos oportunidade de dizer aos nossos alunos, de tão cansados e desgastados que estamos. Assim vale a pena
Obrigado a todos os que acreditam

Lucinda almeida
Domingo, 09 Novembro, 2008

nana disse...

That's actually really cool!AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,a片,AV女優,聊天室,情色